INFLUÊNCIA DAS COMPLICAÇÕES DO DIABETES MELLITUS NA UTILIZAÇÃO DO MICROAGULHAMENTO NA ESTÉTICA CLÍNICA

  • Ana Helena Lanziani Faé
  • Adroaldo Lunardelli
Palavras-chave: Colágeno; diabetes mellitus; neuropatias diabéticas.

Resumo

O microagulhamento é uma opção de tratamento para várias disfunções estéticas da derme, como cicatrizes de acne, rejuvenescimento facial e estrias. O equipamento consiste em um rolo formado por agulhas finas que estimulam a produção de colágeno por meio de perfurações cutâneas. Como todo procedimento estético, porém, o microagulhamento possui contraindicações que precisam ser respeitadas. A indicação desta técnica para pacientes diabéticos deve ser cuidadosamente avaliada, pois a presença da doença já confere risco para eventos adversos à saúde do paciente. O presente estudo objetivou realizar uma revisão integrativa da literatura sobre as contraindicações do microagulhamento, principalmente em pacientes diabéticos, buscando a redução dos eventos adversos e a melhora na qualidade de vida dos pacientes. Foram incluídos na revisão 5 (cinco) trabalhos que se enquadraram na temática do estudo, indicando a contraindicação da técnica do microagulhamento em casos de diabetes mellitus. Frequentemente, estes pacientes acabam ocultando do profissional a verdade sobre sua doença no intuito de que possam ser elegíveis a realizar o procedimento na busca de resultados estéticos satisfatórios e, por tal, deve haver a atenção e a capacidade dos profissionais da estética em detectar pacientes diabéticos no elenco de seus sujeitos para que se possa propor estratégias mais adequadas no alcance de seus objetivos. Conclui-se que o microagulhamento é um tratamento seguro e que pode ser utilizado para um amplo espectro de indicações, entretanto, a injúria provocada pelas agulhas força uma resposta celular na derme que, no caso do paciente diabético, pode não ser benéfica, tendo em vista as complicações dermatológicas que precisam ser consideradas em um sujeito com grande probabilidade de desenvolver neuropatia e angiopatia.

Referências

ALBANO, R. P. S.; PEREIRA, L. P.; ASSIS, L. B. Microagulhamento – a terapia que induz a produção de colágeno – revisão de literatura. Revista Saúde em Foco 2018;10:455-473.
BARBOSA, J. H. P.; OLIVEIRA, S. L.; SEARA, L. T. Produtos da glicação avançada dietéticos e as complicações crônicas do diabetes. Rev Nutr 2009;22(1):113–124.
BERGMANN, C. L. M. S.; LUNARDELLI, A. Uso de microagulhamento e ácido retinóico para o tratamento de melasma. Revista Brasileira de Estética 2018;6(3):78-88.
BERNARDI, M. N.; OGNIBENI, L. C. R. Uso do microagulhamento e do microagulhamento
associado a princípios ativos para tratamento de cicatrizes de acne. Revista Uningá 2019;56(S4):93-103.
CARMO, A. D. N.; LUNARDELLI, A. Opções contraceptivas para redução de eventos tromboembólicos em mulheres diabéticas. Revista de Patologia do Tocantins 2019;6(1):63-69.
COHEN, B. E.; ELBULUK, N. Microneedling in skin of color: a review of uses and efficacy. J Am Acad Dermatol 2016;74(2):348–55.
CORTEZ, D. N.; REIS, I. A.; SOUZA, D. A. S.; MACEDO, M. M. L.; TORRES, H. C. Complicações e o tempo de diagnóstico do diabetes mellitus na atenção primária. ACTA Paul Enferm 2015;28(3):250–5.
DODDABALLAPUR, S. Microneedling with Dermaroller. J Cutan Aesthet Surg 2009;2(2):110–111.
ERBAS, T.; ERTAS, M.; YUCEL, A.; KESKINASLAN, A.; SENOCAK, M. Prevalence of peripheral neuropathy and painful peripheral neuropathy in Turkish diabetic patients. J Clin Neurophysiol 2011;28(1):51-55.
FERNANDES, D. Minimally invasive percutaneous collagen induction. Oral Maxillofac Surg Clin North Am 2005;17(1):51–63.
FLOR, L. S.; CAMPOS, M. R. Prevalência de diabetes mellitus e fatores associados na população adulta brasileira: evidências de um inquérito de base populacional. Rev Bras Epidemiol 2017;20(1):16–29.
GORDOIS, A.; SCUFFHAM, P.; SHEARER, A.; OGLESBY, A.; TOBIAN, J. A. The health care costs of diabetic peripheral neuropathy in the US. Diabetes Care 2003;26(6):1790–1795.
HARTMANN, D.; RUZICKA, T.; GAUGLITZ, G. G. Complications associated with cutaneous aesthetic procedures. J Ger Soc Dermatology 2015;13(8):778–87.
LIMA, A. A.; SOUZA, T. H.; GRIGNOLI, L. C. E. Os benefícios do microagulhamento no tratamento das disfunções estéticas. Revista Científica da FHO Uniararas 2015;3(1):92-99.
LIMA, A. L.; ILLING, T.; SCHLIEMANN, S.; ELSNER, P. Cutaneous manifestations of diabetes mellitus: a review. American Journal of Clinical Dermatology 2017;18(4):541–553.
LIMA, E. V. A.; LIMA, M. A.; TAKANO, D. Microagulhamento: estudo experimental e classificação da injúria provocada. Surg Cosmet Dermatol 2013;5(2):110­4.
LUNARDELLI, A. O estudo da bioquímica do metabolismo energético na multiplicidade profissional da estética. Revista Brasileira de Estética 2018;6(2):80-81.
MAZZAFERRO, G. S.; LUNARDELLI, A. Frutosamina como principal parâmetro glicêmico do paciente diabético em hemodiálise. Ciência & Saúde 2016;9(2):119-126.
MINELLI, L.; NONIMO, A. B.; SALMAZO, J. C.; NEME, L.; MARCONDES, M. Diabetes mellitus e afecções cutâneas. An bras Dermatol 2003;78(6):735-747.
NAIR, P. A.; ARORA, T. H. Microneedling using Dermaroller a means of collagen induction therapy. Gujarat Med J 2014;69(1):24–7.
NASCIMENTO, O. J. M.; PUPE, C. C. B.; CAVALCANTI, E. B. U. Neuropatia diabética. Revista Dor 2016;17(S1):S46-51.
NOMURA, T.; KAWAE, T.; KATAOKA, H.; IKEDA, Y. Aging, physical activity, and diabetic complications related to loss of muscle strength in patients with type 2 diabetes. Physical Therapy Research 2018;21(2):33-38.
PRATSOU, P.; GACH, J. Severe systemic reaction associated with skin microneedling therapy in 2 sisters: a previously unrecognized potential for complications? J Am Acad Dermatol 2013;68(4):AB219.
SANTOS, H. C.; RONSONI, M. F.; COLOMBO, B. S.; OLIVEIRA, C. S. S.; HOHL, A.; CORAL, M. H. C.; LEE, S. S. Escores de neuropatia periférica em diabéticos. Rev Soc Bras Clin Med 2015;13(1):40–45.
YAGIHASHI, S.; MIZUKAMI, H.; SUGIMOTO, K. Mechanism of diabetic neuropathy: Where are we now and where to go? J Diabetes Investig 2011;2(1):18–32.
Publicado
2020-08-31